domingo, 17 de junho de 2007

Mala

Saudade, saudade
Partir é desse jeito
E ainda tem que carregar
todo o peso da bagagem.
Resumir a tralha
é coisa pra poucos,
eu levo junto uma vida.



Um comentário:

Angie B. disse...

Nao posso concordar mais com vc. As vezes sinto que a vida cigana me pesa, nao por ser muitas em mim, mas em abandonar um pedaço deste eu pelas estradas q atravesso.

Entao, abro a mala e faço uma pilha do desnecessario inutil e vejo como pouco preciso carregar de verdade. O que é real. Insubstitutivel.

...paciencia, que este pensamento ainda está em contruçao...Numa dessa ainda faz sentido só pra mim...rs...