sexta-feira, 30 de maio de 2008

Pela primeira vez o mar

Eu nunca tive essa primeira  memória, mas guardo nos meus olhos a expressão do Mateus, meu filho, com dois anos.
Ao ver numa manhã de sol; o mar pela primeira vez, ainda da janela do ônibus, na cidade maravilhosa, disse:
'Nòhhh, mãe que tantão de água'!
Seu olhar era pleno e encantador, assim como o mar.
A decepção veio minutos depois, quando já na areia, corre até as ondas e prova o mar, o sabor surpresa do sal, a tristeza no olhar.

2 comentários:

Angie B. disse...

Historia de mãe é boa de ouvir...Melhor testemunha nao há, preserva na memória cada palavra do pequeno com exatidão.
Criança sempre surpreendendo; sempre na original perspectiva dela...Descobrindo o mundo, lembrando pra gente q o comum é extraordinário.

Com certeza, o Teus esperava gosto de Guarapan no mar...hahah...
(esse refri descobri la em Minas, aqui nao existe. E nao teve jeito de discutir com ele q o bendito nao era o melhor refri da galáxia...rsrs)
Bjocas

Chris disse...

Angie
Vc ta certo Guarapan não é o melhor, o melhor mesmo é Mate Couro!!!Que por coincidência só tem la em Minas das Gerais.
bjk