terça-feira, 11 de novembro de 2008

Seis dias

Saudade é quando demora.
Demora pra chegar.
Demora pra voltar.
Até esperar, demora..

2 comentários:

Ivan mais Egle disse...

Chris,
De onde você acha que vem essa sua acentuada veia poética?

Chris disse...

Ivan
vieram das palavras lidas, desde cedo; escritas, desde a escola; faladas e ouvidas dos outros; sonhadas e inventadas por mim; cantadas, imprescindiveis... concursadas e publicadas, no mar de concreto, no mar de montanhas; nas águas altas, doces; mas o que temperou mesmo foi o sal do marinho.