quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Isla Negra

islanegra (2)

    


Com a cordilheira de picos nevados às costas
a estrada nos leva rumo a Oeste,
demoramos para chegar,
nenhuma indicações em placas, ou no guia,
precisamos pedir informações e
aumentar o caminho em alguns kilometros.
O vento continua frio,
o céu todo encoberto, 
chegando em isla negra
o mar verde nos recebe violento e bravio,
com ondas implacáveis,
aqui o Pacífico tem o cheiro da sua força,
a audácia da sua grandeza e poder.
islanegra (5)Nas estradas estreitas e cheias de curvas,
a neblina é densa,  tão pesada
que escorria entre os pinheiros
e se amontoava no chão por todo o caminho.
O Sol frágil  não aquece nada,
e toda essa névoa esconde  o mar.

3 comentários:

maracatublog disse...

Chris,

Tô acompanhando a viagem o e o passeio pelo Pacífico com água na boca, mas precisa ser tão econômica no tamanho das fotinhas? Eu enonomizaria 1000 cliques se não tivesse que amplia-las uma a uma.

Um cheiro e divirtam-se,

Hélio

Angeluska disse...

Flor, agora deu para ler com mais calma e ver tudo e poder comentar com gosto.

Fiquei tao feliz com a tua ligaçao e saber que voce está bem. Mesmo que o Joao queira me matar com as andanças de Museu..haha..

A inveja maior é toda a comida&vinhos que voce esta aproveitando... [pensamento gordinho]... *suspira com tudo que tem ai desde as "paltas", "empanaditas", "sanznuss", "marmeladas de damasco".. ui..

Que sigam os bons ventos a te acompanhar, amiga!!

Chris disse...

Oi Hélio

A viagem realmente está muito legal, cada lugar, cada paisagem.
sobre as fotos valeu a dica, vou colocar menos fotos só que maiores, mas só posso fazer isso aqui; no blog da veleiro meus textos não tem limites de palavras mas tem em kb das fotos, rsrs!
Bjim
Chris