quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Sem lua

 

Noite passada, navegando;
haviam no céu tantas estrelas,
tantas que parecia que tocavam o mar.

2 comentários:

Renato Domingues disse...

Era o chão de estrelas do poeta Noel Rosa.
Obrigado pela força capitã

Cesar disse...

ola mulher da vida perfeita...de amr e estrelas, ventos e velas. Minhas reverencias e invejas..